Postada em 06 de outubro de 2017 às 08:24
Operação ‘Transformers’ desarticula quadrilha e apreende 15 veículos de luxo
 
Danielle silva/al24hs
Comentar
Tamanho da letra
Foto: Milton Rodrigues
A Polícia Civil, por meio da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), deflagrou na tarde desta quinta-feira (05) a Operação “Transformers”, que apreendeu 15 carros oriundos de outros estados e que estavam sendo vendidos de forma ilegal em Alagoas, além de desarticular parte de uma quadrilha que clonava documentos dos veículos.

De acordo com o delegado Guilherme Iusten, da Deic, a operação, que vinha sendo realizada há dois meses, só foi possível após o trabalho de investigação ter conseguido identificar furtos sucessivos de automóveis pertencentes a empresas de locação automotiva que funcionam em diversos estados do Nordeste. “Para legalizar os veículos, eles ‘esquentavam’ os documentos, traziam para Maceió e vendiam normalmente nas lojas daqui”, explica o delegado.

O esquema, que envolve membros da quadrilha de outros estados, levantou suspeitas após as mesmas empresas terem acionado as respectivas polícias de cada estado no intuito de localizar os carros furtados. “O esquema era grande e prefiro não dar muitos detalhes porque ainda queremos chegar a todos os foragidos, mas a documentação era boa e até eu poderia cair no golpe e comprar um desses”, garante o delegado.

Até o momento, duas pessoas foram presas suspeitas de participarem da quadrilha ao falsificarem o Certificado de Registro de Veículo (CRV), além do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), o que garantia a legalidade do carro na hora da compra por terceiros. Os nomes dos presos, no entanto, não foram revelados. “Um deles nos disse que trabalhava como motorista, então fomos verificar a sua conta bancária e percebemos a movimentação de quase R$ 500 mil, que não condiz nenhum um pouco com o emprego que ele nos falou”, revela o delegado.

Mesmo com a grande quantidade de veículos apreendidos, a Deic não descarta a apreensão de outros nos próximos dias. A possível participação de agentes públicos do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran) e de funcionários de cartórios, que possam ter facilitado a falsificação dos documentos, também será investigada. 
Galeria
0Comentário
Deixe seu comentario
O seu comentário está sujeito a aprovaçao pela direção do portal.

Nome, E-mail e Telefone, são obrigatórios.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


Todos os direitos reservados - 2013 - 2017 Lúmen Web Sites