Prefeitura marechal
busque por título

Marechal

G1

13/08/2018 às 08:06

Deodorense é preso suspeito de forjar acidente para ocultar homicídio de companheiro em Uberlândia

 

(Créditos de imagem: Ilustração)

A Polícia Civil de Uberlândia investiga um jovem deodorense suspeito de matar o companheiro e simular um acidente de trânsito para ocultar o homicídio. O deodorense de  28 anos, está preso e, além do crime, também responde por estupro de vulnerável. O G1 não localizou a defesa do jovem para se pronunciar sobre o caso.

O suposto acidente de trânsito foi registrado na noite do dia 24 de maio, no Bairro Jardim Europa, depois que o suspeito acionou o Corpo de Bombeiros. A vítima, o cabeleireiro Antônio Rodrigues da Silva, de 60 anos, já estava sem os sinais vitais e foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para ser feita a necropsia. o Deodorense foi ouvido pelos militares, sendo liberado em seguida.

De acordo com as informações da Polícia Civil, o laudo da autópsia apresentou lesões incompatíveis com o acidente. Foi feita perícia no carro e na casa do casal, sendo identificadas marcas de sangue humano.

O idoso, segundo a polícia, teria sido atingido por um objeto não identificado na região da cabeça e foi colocado no carro já sem os sinais vitais. O veículo também não apresentava vestígios de capotamento contrapondo com a versão apresentada pelo suspeito.

As investigações estão sendo conduzidas pelo delegado de Homicídios, Rafael Herrera, que já ouviu o suspeito e testemunhas. Em alguns depoimentos, as testemunhas afirmaram que na noite do acidente ouviu o casal discutindo e que a vítima suspeitava de que estava sendo furtada pelo companheiro.

Uma sobrinha da vítima conversou com a reportagem e contou que Antônio abrigou o jovem em casa cerca de três meses antes da morte. Mas como o tio era muito reservado e por ela morar no interior de Goiás, não desconfiaram de nada errado no relacionamento.

A família só foi informada sobre o acidente na manhã seguinte e estranhou o carro estar sem muitos danos para um capotamento.

Mandados de prisão

Ainda ao longo do trabalho investigativo da Delegacia de Homicídios, os policiais descobriram um mandado de prisão em aberto contra Santos pelo crime de estupro de vulnerável. A ordem judicial expedida em Marechal Deodoro no estado de Alagoas foi cumprida pelos policiais de Uberlândia ainda no mês de maio.


No último dia 6 de julho, mais um mandado de prisão preventiva foi cumprido contra o deodorense pelo crime de homicídio. A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) confirmou que o detento permanece no Presídio Jacy de Assis, à disposição da Justiça, desde o dia 31 de maio. 

Deixe seu comentário

0 comentários